Livro Salvador através dos Séculos – Uma história iconográfica. Organização Fernanda Terra. EPP/ Caramurê Publicações. Março 2015. 

Realização de levantamento de obras do acervo da Fundação Biblioteca Nacional, do século XVI ao século XIX, representando a cidade de Salvador em suas paisagens naturais e sociais. Compilação de dados, assistência de produção, acompanhamento de saídas fotográficas e elaboração de legendas de texto e legendas técnicas.

“O livro, que encanta pela beleza de suas imagens, nas suas mais de trezentas páginas realmente transporta o leitor que através de mapas, gravuras, desenhos, aquarelas e periódicos do acervo da Fundação Biblioteca Nacional, para uma cidade dos períodos da Colônia e do Império. No conteúdo desta obra, Salvador é mostrada sob a ótica de vários artistas e viajantes, que ao longo dos séculos, retrataram as paisagens, o povo e seus costumes da cidade que foi o mais importante porto do país até o século XIX. “Salvador, uma iconografia através dos séculos, é um livro que atinge a todos os públicos, especialistas e leigos, por que reproduz em suas páginas uma cidade que sempre chamou atenção dos viajantes, tanto pela beleza de sua paisagem como pelos contrastes de sua gente” revela o editor Fernando Oberlaender, da Caramurê Publicações.
 

A ideia inicial foi da historiadora da arte carioca Fernanda Terra. É dela o texto com a abordagem iconográfica, Bordando o tecido invisível do tempo, que abre o volume. A autora traça um olhar sobre a obra de arte, comentando sobre os gravadores, editores, artistas e cartógrafos que registraram a Cidade de São Salvador em seus trabalhos.
 

Outros dois textos também completam o volume: Um olhar sobre a história de Salvador, do urbanista e arquiteto Francisco Senna, que relata aspectos da evolução urbana da cidade e A paisagem pitoresca e os contrastes de um povo, do mestre em história social pela UFBA Daniel Rebouças, que faz uma análise das relações humanas através dos séculos. Segundo o historiador, “O texto apresenta, em perspectiva histórica, um grande panorama do aspecto humano dos habitantes de Salvador entre 1549 a 1889. Entre os destaques, estão a composição social, racial, demográfica, bem como as formas de hierarquia da sociedade soteropolitana. Como base de pesquisa, além de uma longa e extensa bibliografia especializada, relatos de viajantes, documentos oficiais escritos e mesmo outras imagens históricas que ajudaram a compor esse panorama do aspecto humano”.
 

Salvador, uma iconografia através dos séculos, é uma publicação bilíngue e impressa em 4 cores que não só apresenta um conteúdo textual e imagético de relevância, como desempenha a função de registro desse riquíssimo acervo da Biblioteca Nacional, reconhecido mundialmente. Para Francisco Senna a importância de iniciativas como esta “é apresentar o conjunto do maior e mais importante registro iconográfico da primeira capital do Brasil, um patrimônio para a construção da nossa memória cultural”.

O projeto editorial é da Caramurê Publicações, que realizou em março o lançamento deste livro em Salvador, na livraria Cultura. O patrocínio é do Ministério da Cultura e da GPE, Global Participações em Energia através da Lei Rouanet. “Acreditamos que o investimento em literatura e artes visuais é indispensável para o desenvolvimento da sociedade” comenta Juliano Matos, Diretor de Relações Institucionais do grupo.
 

A historiadora e museóloga, Heloisa Helena Gonçalves da Costa, no prefácio do livro Salvador, uma iconografia através dos séculos, diz que esta publicação é uma viagem mágica à primeira capital do Brasil dos tempos pretéritos." In : http://www.caramure.com.br

Please reload